Após a covid, vários futuros possíveis

Um ano após a emergência sanitária e o início das medidas restritivas, começam a surgir especulações sobre o futuro pós-pandêmico: voltaremos a viver como no passado, ou veremos as mudanças vividas durante a pandemia se perpetuarem, afetando como e quanto trabalhamos, nos educamos, nos alimentamos e socializamos?

A pandemia inventou o intervencionismo neoliberal

A pandemia expôs os governos a uma série de dilemas inexistentes em tempos normais. Respeitar as liberdades civis ou o controle social? Uma parte da liderança parece ter sido naufragada antes desses disjuntivos ou, pior ainda, teria transformado a intensificação dessas contradições numa forma de governo.

Adeus à cidade de classe média?

Poucos casamentos explicam o avanço para a modernidade como o das classes médias e das cidades. É aí onde são hospedados espaços de desenvolvimento cultural, artístico e científico, onde prosperam as empresas comerciais ou tecnológicas, onde floresce a inovação social e a mobilização política progressiva dá frutos.

Que tipo de cidadania nos deixará a pandemia?

Esta ideia de cidadania que emerge em tempos de emergência sanitária e distanciamento social é muito mais semelhante às expressões conservadoras e limitadas em vigor até meados do século 20 do que às manifestações de civilidade e encarnações da subjetividade política do século 21.

Nossa Newsletter

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com