A dimensão geopolítica do acordo Mercosul-UE

O acordo entre o Mercosul e a União Europeia é criticado como projeto neocolonial ou tratado vampiro. O acordo decerto produzirá ganhadores e perdedores, de ambos lados, mas, de acordo com um estudo da LSE, o comércio em geral vai crescer e a prosperidade das duas regiões aumentará, se bem que de maneira modesta.

Crise econômica e social em tempos de pandemia

Até o momento, muitos dos países da região registraram saídas significativas de recursos financeiros com uma forte depreciação de suas moedas e uma considerável instabilidade financeira. As exportações, tanto de matérias-primas como de manufaturas, têm diminuído, e não há pistas sobre quando a recuperação virá.

A pandemia e o retorno do Estado

As primeiras décadas do século 20 foram um período de profunda crise econômica e social. A fé dominante na expansão dos mercados, no livre comércio e nos preços altos para as matérias-primas se transformou em protecionismo, queda de preços e redução nas importações fundamentais.

Infraestrutura e desenvolvimento pós-Covid-19

A pandemia global trouxe como grande desafio o salvar vidas com a manutenção do emprego. No caso latino-americano essas se tornam ações muito mais complexas se consideradas a realidade do seu mercado laboral, os problemas prévios apresentados pela sua estrutura produtiva e as dificuldades cotidianas de sua população.

A (ir)responsabilidade da OMS

A série começa nos primeiros dias de janeiro. No primeiro episódio, a Organização Mundial da Saúde (OMS) reporta que a China vem descobrindo uma sequência de casos de pneumonia “atípica” na cidade de Wuhan, desde o dia 12 de dezembro de 2019: 59 casos, sete dos quais graves. Antes da metade do primeiro mês do ano, o vilão já estava identificado.

Coronavírus, e o jogo da confiança

A economia é um jogo de confiança. As empresas, assim como as nações, crescem, estagnam ou caem dependendo da confiança que nelas é depositada. Isso sempre foi assim, mas hoje, onde a imagem está na vanguarda, onde a concorrência é cada vez mais forte e onde tudo está sendo questionado, a confiança é fundamental.

A difícil história da A.L. se tornou mais difícil ainda

A história latino-americana sofre pela dependência quanto às
exportações, inquietação popular, repressão política, governos autoritários e intromissão militar. Supunha-se que a transição para a democracia e a liberalização dos mercados na década de 1980 mitigariam esses desafios.

Economia mexicana começa a se aproximar do abismo

A economia mexicana, a segunda maior da América Latina, abaixo da brasileira, começa a se aproximar do abismo, no primeiro aniversário de governo do presidente Andrés Manuel López Obrador. Os motivos para festejar são realmente poucos, no plano econômico.

Novas sanções a Venezuela sufocam mas não matam

Em 6 de agosto, aconteceu na capital peruana a Conferência Internacional pela Democracia na Venezuela, com a participação de 59 países e três órgãos internacionais,e nela foi discutido basicamente o que se faria no “dia seguinte” à queda do regime de Nicolás Maduro.