Trump vai, suas sementes ficam

Embora Trump tenha sido derrotado definitivamente, o senhor da guerra continua a expandir seus ataques à democracia, negando os procedimentos eleitorais democráticos e promovendo uma espécie de tentativa de golpe, ridículo e provavelmente fracassado.

Processo constituinte e povos indígenas no Chile

No plebiscito, foi aprovada a alteração da constituição por uma Convenção Constitucional. Mas não foram reservados assentos para os povos indígenas e a discussão sobre o assunto foi novamente adiada. Isto representa as últimas expressões da relação colonial do Estado com os povos indígenas.

Pandemia, economia e política: Uma visão desde a América

A pandemia continua. O crescimento das infecções e o número de pessoas ativas na Europa e na América indicam um ressurgimento da doença nessas áreas. Em alguns países a propagação da doença não foi controlada significativamente e nas últimas semanas foi observado um aumento adicional.

Século 21: Polarização na América

Co-autora Ana Carola Traverso-Krejcarek
A pandemia virou o mundo de cabeça para baixo, abalou as instituições, gerou novos conflitos sociais e aprofundou os existentes. Vários sistemas políticos foram afetados pela polarização ideológica, o surgimento e o fortalecimento de extremos.

As mentiras de Trump: uma lição para a mídia

Donald Trump perdeu as eleições presidenciais americanas, mas ele ainda prefere viver no mundo alternativo que sua própria propaganda criou para ele. Neste universo bizarro, ele é considerado um herói invencível de proporções míticas, que decide o que está certo e o que está errado.

As Pandemias da América Latina.

Quase um ano após o início da pandemia, o que está acontecendo na América Latina? Em termos comparativos, a construção de narrativas, estratégias de saúde, condições sociais e processos políticos manifestou toda uma gama de condicionantes estruturais que definiriam o fracasso da América Latina diante da COVID-19.

Vamos derrubar todas as estátuas!

Estátuas de personagens da era colonial foram vandalizadas em diferentes cidades da América Latina e dos Estados Unidos. No Equador, alguns manifestantes indígenas e outros que se chamam “hispanistas” encontraram na estátua de Isabel, a Católica, um espaço para debater a presença espanhola na América.

Nossa Newsletter