A pandemia fortalece as relações China-América Latina

Aproveitando o vácuo da política estratégica americana para a América Latina, a China aprofundou suas relações com a região durante a pandemia de Covid-19. A agenda tem crescido em torno de três eixos em particular: comércio, investimento e ações conjuntas contra a pandemia.

A presença militar da China na América Latina

A instalação de uma base de comunicações espaciais chinesa em Neuquén, Argentina, em 2017, operada por pessoal militar, é um sinal de que a potência asiática construirá cautelosamente instalações militares em solo estrangeiro quando as necessidades estratégicas o exigirem.

China na América Latina: o Partido e os partidos

A projeção da China como potência mundial na região não é apenas econômica e geopolítica. Também está começando a ser assim na dimensão política e ideológica, em termos do que é conhecido como “soft power” e as batalhas pela hegemonia cultural.

A Águia e o Dragão na América Central

O estabelecimento de relações diplomáticas entre a Costa Rica e a China em 2007 marcou um marco na relação da potência asiática com a região. Entretanto, o evento não provocou reações de raiva por parte dos Estados Unidos.

O Dragão e o Capitão brasileiro

Jair Bolsonaro é o primeiro presidente brasileiro a criticar a China desde 1974, quando o Brasil e a República Popular estabeleceram relações diplomáticas. A visão hostil para Pequim abala uma parceria que é central para a política externa do Brasil.

Nossa Newsletter

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com