Até onde o regime cubano poderá evoluir?

As manifestações de julho passado em Cuba reabriram uma série de expectativas sobre as possibilidades de uma transformação democrática do regime cubano. Mas como poderíamos imaginar um tal processo de transição na ilha?

Cuba: 70 anos sem democracia

Era uma vez uma Cuba democrática, onde os partidos políticos se apresentavam em eleições livres, onde os cidadãos escolhiam seus representantes em um contexto de liberdade. Este período foi de curta duração, mas existiu.

O fim do excepcionalismo cubano

O “mau momento” da América Latina afeta todas as elites igualmente, independentemente de sua afiliação política ou ideológica, e os “modelos” de qualquer orientação estão se desdobrando diante da combinação de fatores externos e internos que desencadeia a pandemia, a contração econômica e a fragilidade institucional. 

Cuba e a eterna primavera negra

A mídia pró-governamental se veste de democratas e defensores dos direitos humanos quando se trata de julgar a repressão estatal em outros países. Mas quando se trata de relatar as perseguições na ilha, a própria Granma as chama de “pontos focais subversivos”.

Cuba e a pandemia: entre a vacina e a miséria

Cuba poderia ser o primeiro país latino-americano a produzir uma vacina contra a Covid-19. Uma vez aprovada pela agência nacional de medicamentos, a campanha de vacinação começaria na ilha, e as vacinas seriam então exportadas para a América Latina e o Caribe.

Cuba: o Castrismo sem Castros

Raúl Castro renunciou a seu cargo no primeiro dia do VIII Congresso do Partido Comunista de Cuba (PCC). E embora houvesse especulações sobre a possibilidade de uma mudança de rumo na política da ilha, ficou claro que Miguel Díaz-Canel, sucessor de Raúl, será o encarregado de garantir a continuidade.

Nossa Newsletter

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com