O Peru e a governança esquiva

O risco da crise crônica no Peru é normalizar a ausência de políticas públicas de longo prazo, a ausência de reformas estruturais e a continuidade dos problemas no desenho institucional que, embora não sejam a única causa da crise, não são abordados para contribuir para sua solução.

O Bicentenário conturbado do Peru

O que deveria ser o caminho entre o final de uma etapa e o início de outra tornou-se um trânsito tedioso e infestado de buracos que ainda ameaça nos levar ao precipício da precariedade e do colapso institucional.

Vargas Llosa, o deicida irresponsável

Vargas Llosa, que em 1971 escreveu o ensaio sobre García Márquez intitulado La historia de un deicidio, quando apoiou fervorosamente a revolução cubana, agora, parafraseando Max Weber, abraça exclusivamente a ética da convicção e se afasta da ética da responsabilidade.

Quem é o dono do subsolo? O Peru e sua constituição

Co-autor José de la Torre Ugarte
A reforma constitucional, um aspecto central da campanha de Pedro Castillo, é uma idéia impraticável ou, pelo menos, muito cara. Portanto, o próximo governo enfrenta um desafio chave: se deve ou não implementar a convocação de uma Assembléia Constituinte.

As estreitas cornijas de Pedro Castillo

O presidente eleito do Peru, Pedro Castillo, parece ter superado os muitos obstáculos colocados no seu caminho por Keiko Fujimori. Entretanto, ele deve se preparar para uma fase muito mais dura, quando várias frentes se abrem para ele em um contexto social onde as demandas por soluções se multiplicam.

O resquício do Sendero Luminoso no Peru

Duas semanas antes do segundo turno eleitoral, um ataque de remanescentes do grupo armado Sendero Luminoso deixou pelo menos quatorze pessoas mortas. O ataque ocorreu em El Vraem, a principal área produtora de folha de coca, com uma grande presença de traficantes de drogas.

Nossa Newsletter

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com