Investidores estão de olho, mas previsões não são animadoras

Depois de seis anos de estagnação, em 2017 os Investimentos Estrangeiros Diretos na América Latina voltaram com força, subindo nitidamente em relação ao ano anterior. Segundo o informe mais recente da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento, o fluxo de IED na região subiu 8%.

Nossa Newsletter