E se todos nós formos para a China?

O conflito tem a ver com um reajuste clássico no equilíbrio de poder que continuará alimentando respostas e contrarespostas políticas. O fenômeno da ascensão de uma nova potência econômica em escala global afetará necessariamente a presença e as ações das outras grandes potências.

Nossa Newsletter